14 de maio de 2009

video

22 de novembro de 2008


video


Nossa amiguinha de intervenção...
Obs.: Componente do Grupo - Ratazana Pançuda

23 de outubro de 2008

A Edificação do Ipod...





"Até que ponto pode chegar a obsessão por um gadget? 
Para um grupo de engenheiros e arquitetos de Dubai, nos Emirados Árabes, o limite é um prédio de 23 andares. 
O ThePad, que deve ficar pronto em 2009, tem design inspirado em um iPod, o tocador da Apple que ajudou a revolucionar a mídia digital com sua popularidade. Detalhes como a inclinação de seis graus reforçam a semelhança com o brinquedinho da maçã, que fica exatamente assim quando está em uma doca, carregando a bateria. Além da fachada homenagear o player, o interior de cada um dos 231 apartamentos não fica atrás na tecnologia e promete fazer do empreendimento um verdadeiro edifício inteligente. 

As unidades serão equipadas com os mais sofisticados recursos da cyberarquitetura, incluindo portas e aparelhos que respondem ao comando de voz, uma sala de estar rotatória, que permitirá ao morador admirar a vista preferida, iluminação ambiente que muda de acordo com o humor do habitante e um banheiro que monitora a saúde e sinais vitais do usuário/morador, a todo momento. Além disso, algumas paredes também terão displays digitais, de modo que a decoração pode ser trocada com a facilidade de quem muda um wallpaper no desktop. 

Por meio desses mesmos displays, é possível realizar chats via internet com amigos e parentes. As paredes também podem se transformar em janelas virtuais, exibindo imagens em tempo real de qualquer lugar do mundo, também via web. Enquanto a Apple tenta se popularizar e os iPods ficam cada vez mais baratos, o ThePad está avaliado em US$ 800 milhões e espera-se que cada apartamento custe em média US$ 2,5 milhões."


"Ode ao Ipod"
Estado de Minas
Quinta-feira 23 de outubro de 2008

10 de outubro de 2008

+ uma do Banksy


Espremida entre os restaurantes e bares da moda em Nova York, está a inusitada nova mostra do artista britânico Banksy. 

Em uma curiosa pet shop, em vez de peixes no aquário, barrinhas de peixe; no lugar de hamsters, cachorros-quentes. Várias obras são mecanizadas e se movimentam como se estivessem vivas.

Como de costume, Banksy não apareceu para a abertura da mostra, e manteve o mistério sobre a sua identidade.

No entanto, em um e-mail, o artista revelou que a inspiração para a mostra foi ter visto um cão chihuahua com um colar de diamantes desfilar com sua dona em frente a um mendigo.

Na exposição nova-iorquina, Banksy ironiza a maneira como as pessoas tratam os seus animais de estimação. Por enquanto, nenhuma peça está à venda, mas obras anteriores de Banksy já foram vendidas por milhares de dólares.

Fonte: BBC-BRASIL.COM

video

5 de outubro de 2008

1 de outubro de 2008

+ CREPÚSCULO DOS ÍDOLOS...

Mudanças...
Agora sim, são 5 TV's como na instalação do FILE!!!
Tubos viajantes no crepúsculo... eis a minha sensação!!!

video

29 de setembro de 2008

Crítica do alheio...

O objeto da Vanessa ("Simulador de Boate"), consiste em uma luminária em forma de globo que toca música com o auxílio de um MP3 ou algo do gênero e acende luzes (leds) sincronizados com o audio.


Gostei muito da idéia, já que podemos criar uma "boate" em qualquer ambiente, basta reunir as pessoas, apagar a luz e ligar o simulador... pronto!!!

Penso que a luminária cumpriu o objetivo de mudar a forma como enxergamos a arquitetura e proporciona a interatividade, tanto com o ambiente quanto com as pessoas, fazendo com que as relações sejam enriquecidas.

Podemos, então, refletir as possibilidades da arquitetura e com isso proporcionar uma melhor convivência entre os habitantes e a criação de um vínculo com o espaço.

Protótipo

O objeto interativo não vai sair, então, o protótipo está valendo!
Resolvi fazer a "Porta Visual" mesmo...
Seria uma porta, ou melhor, um portal, que interagisse com as pessoas que tentassem de alguma maneira adentrar o ambiente ou que simplesmente estivessem brincando com a mesma.


As luzes brancas estariam em maior quantidade e as azuis desenhariam várias formas, objetos ou palavras (play/pause/stop, por exemplo). Nas laterais seriam colocados espelhos, representados pelo papel alumínio, aumentando a noção espacial e refletindo as luzes.

28 de setembro de 2008

CREPÚSCULO DOS ÍDOLOS

E agora, MEU sentimento...

video

Pensei na imagem gerada pelo programa e joguei as cores do crepúsculo no plano de fundo, como se tivesse anoitecendo. Surge, então, a televisão que é o objeto principal da instalação de Jarbas Jacome, e os tubos adentram a imagem. A idéia da música veio das vozes das pessoas que geram o fenômeno da alteração do video na TV.

F.I.L.E + CREPÚSCULO DOS ÍDOLOS


"Pois o que é liberdade? Ter a vontade da responsabilidade por si próprio. Preservar a distância que nos separa."


F.W. Nietzsche, In: Crepúsculo dos Ídolos, 1888 (Tradução de Paulo César de Souza)

Para o novo trabalho de sketchup, escolhi Jarbas Jacome - (Lanternista Viajante), que está no Festival Internacional de Linguagem Eletrônica 2008, o FILE, com a obra Crepúsculo dos Ídolos.


° JARBAS JACOME


"Músico guitarrista profissional, visual-jóquei, engenheiro de sistemas do C.E.S.A.R., mestre em Ciência da Computação pelo Cin-UFPE, onde há quatro anos pesquisa sobre computação gráfica, computação musical e sistemas interativos de tempo real para processamento audiovisual integrado. Em 2007, foi contemplado pelo prêmio Rumos Itaú Cultural Arte -Cibernética Apoio a Pesquisa Acadêmica por seu mestrado que resultou no software livre ViMus, projeto em andamento financiado pelo C.E.S.A.R.".


° FILE


O FILE 2008 Festival Internacional de Linguagem Eletrônica acontece este ano em SP no Centro Cultural Fiesp, de 05 a 31 de agosto.

A programação ocupa a Galeria de Arte, o Teatro e o Mezanino do Centro Cultural, que recebem a exposição, performances e palestras. O FILE, maior festival de arte e tecnologia do Brasil e da América Latina, bem como mundialmente um dos maiores acontecimentos nesta área, há nove anos vem inserindo o país no contexto mundial da arte e tecnologia ou da mídia arte. O FILE é um festival que aninha vários festivais que ocorrem simultaneamente.

Participam desta 9a edição aproximadamente 300 artistas - entre grupos, coletivos e trabalhos individuais - de mais de 30 nacionalidades, com trabalhos em varias áreas da cultura digital.

° CREPÚSCULO DOS ÍDOLOS


"A instalação Crepúsculo dos Ídolos é um ambiente com cinco TVs ligadas em um canal de TV aberta, uma câmera e um microfone à frente delas. Quando o visitante produz algum som próximo ao microfone a imagem das TVs distorce de acordo com a intensidade e o tempo de duração do som produzido pelo visitante. As distorções evoluem seguindo algumas cores do crepúsculo: amarelo, laranja, vermelho, azul. Após passar pela cor azul, a imagem do canal desaparece e em seu lugar aparece a imagem do visitante com um efeito de brilho que também varia de acordo com a intensidade de sua voz. Enquanto o visitante produzir som, sua imagem permanece na TV. Quando houver silêncio as TVs voltam, aos poucos, a exibir a imagem do canal, como antes."

Esta instalação funciona com o software ViMus (sistema de processamento audio-visual de tempo real escrito em C++ e OpenGL).

video

24 de setembro de 2008

Nova abstração


video

22 de setembro de 2008

Fonte Inesgotável


A energia liberada pelos movimentos humanos pode transformar-se em eletricidade e alimentar sistemas de iluminação e ventilação.



O conceito, cunhado em inglês, é sugestivo: energy harvest, ou colheita de energia. A técnica consiste em transformar energia cinética dos movimentos das pessoas em eletricidade, por meio de pequenos geradores instalados sob placas no piso. Estes podem ser mecânicos ou baseados em pizoeletricidade - fenômeno no qual cristais liberam energia quando comprimidos.

Desenvolvida em parceria entre a ONG Enviu e o escritório holandês de arquitetura Doll, a pista da boate do Sustainable Dance Club, em Roterdã, é um exemplo de aplicação. No piso, placas de 65 x 65 cm se movimentam verticalmente sob os passos de dança e geram entre 5 e 10 w, dependendo do vigor do movimento.

"A energia alimenta as luzes e o som do local, que ganham potência de acordo com as ações do público, estimulando a geração de mais energia", explica Vera Verkooijen, umas das gerentes do clube. Ainda em escala experimental, sistemas semelhantes são usados nas bilheterias de uma estação de trem no Japão e em uma academia de ginástica em Hong Kong, abastecendo o sistema de ventilação.

video

O mesmo princípio deve se popularizar em espaços de muita circulação, como shoppings e aeroportos. A aposta para o uso doméstico da tecnologia é inserir geradores em sapatos e roupas para carregar eletroportáteis.

ARQUITETURA E CONSTRUÇÃO (SETEMBRO/2008)

21 de setembro de 2008

Modelando o Abstrato_Sensações Oi Futuro

Pensei no futuro e no tempo e modelei essa viagem no sketchup usando como inspiração o Museu de Telecomunicações Oi Futuro.

video

18 de setembro de 2008

Idéias para o "Objeto Interativo"

Tenho 4 idéias para meu objeto interativo e ainda estou em dúvida. Não sei se escolho a funcionalidade, a estética, a interação ou a arte, como parâmetro principal para meu projeto.

A primeira idéia seria o "Cachorro Virtual" e funcionaria com um sensor de presença feito com caneta laser. A medida que uma pessoa tenta entrar em um espaço privado, o laser acionaria uma projeção de cahorros correndo e o som do latido dos mesmos, para assustar o suposto invasor.
Sugeri este projeto pois tenho medo de cachorros, e gostaria de ter um em casa para segurança. Além de tudo, o cachorro virtual não precisa de cuidados especiais e está sempre alerta.

O segundo objeto proposto seria o “Pilar Interativo”, um sensor de toque seria acionado e músicas começariam a tocar sincronizadas com leds. Além disso gostaria de poder alternar, distorcer, aumentar ou diminuir a trilha sonora através de outro sensor de campo magnético ou iluminação.

A terceira proposta seria o “Jardim Interativo”, pensei em uma jardim que ficasse colorido a partir do momento que folhas ou flores caíssem no chão (o que acionaria algum tipo sensor).

A quarta e última idéia e mais provável de ser executada é a “Porta Visual”, uma espécie de cortina que fecha o ambiente sem abafá-lo. Cogitei a idéia de usar vários leds em um circuito em série, mas logo vi que ficaria inviável portanto, pensei em usar “pisca-pisca” de árvore de natal para fazer o cortinado e aproveitar as cores para escrever ou fazer algum desenho que acendesse quando alguém atravessasse a porta.

14 de setembro de 2008

Mapeamento da Praça 7 de Setembro...

Refiz o panorama ajustando melhor o "uso" na praça 7, diferenciando do "fluxo" que é completamente exposto pelas fotografias em si.
A Praça 7 é a praça com maior fluxo em Belo Horizonte, cortada pelas grandes avenidas Amazonas e Afonso Pena.

Interatividade...

Objetos interativos que facilitem nossa experiência com a arquitetura é o próximo assunto na aula de plástica, portanto, abordamos, através de discussões, várias maneiras que possibilitam uma maior interação com o espaço e a funcionalidade que os ambientes terão.

Pensamos em muitas “coisas viajadas” como paredes móveis e alternadas, sistemas de comunicação para facilitar o diálogo entre pessoas em espaços distantes, escadas portáteis e ai vai...

As discussões vão longe a respeito do que devemos ou não fazer, quais são os limites dessa interação, quais são os objetivos, as previsões e utilizações e também o que pode ser desprezado. O fato é que o futuro não pode ser previsto e existem infinitas possibilidades para a imaginação humana, o que garante novidades interativas a cada dia.

O próximo projeto da disciplina é criar um objeto (utilizando sensores, leds e outros dispositivos), que possibilite a interação e alguma funcionalidade na arquitetura.

Inspirações:

  • Visita ao Museu das Telecomunicações e Espaço Oi Futuro
  • Site do arquiteto alemão Christian Möeller (http://www.christian-moeller.com/)
  • Rietveld
  • Rafael Lozano Hemmer
  • ...

10 de setembro de 2008

1ª Bienal Internacional de Graffiti

°
"A exposição reúne grafiteiros do Brasil e do mundo, apresentando o grafite como arte contemporânea."

Gostei muito da exposição, fui logo após a do "Seu Sami", então o choque foi enorme, são obras bem distinstas, tanto na forma como foram expostas quanto no estilo de arte e trabalho.

Os trabalhos da bienal remetem a idéia de uma arte mais caótica, divertida e principalmente urbana, já que a cidade é que expõe a maioria dos trabalhos. As obras retratam principalmente o cotidiano, as vivências e foram organizadas de acordo com um tema, percorrendo corredores.

Essa exposição é muito importante pois, resgata e principalmente valoriza essa cultura popular, antes vista como marginal, criando possibilidades aos artistas de exporem suas obras como arte e manifestarem suas posições perante a sociedade.
°

PANORAMA PRAÇA 7

Através do panorama feito na Praça 7, mapeei o fluxo, a iluminação e o uso desse espaço, utilizando o photoshop. Não foi muito difícil, já que o fluxo de pessoas e automóveis na praça é contínuo e abundante, o uso principal é o próprio fluxo, e a iluminação durante o dia fica por conta do Sol.

8 de setembro de 2008

Visita ao MAP...

Sexta-feira (05/09/2008), visitamos o Museu de Arte da Pampulha que foi projetado por Oscar Niemeyer para ser um cassino a pedido do então prefeito, Juscelino Kubitscheck, no início da década de quarenta.

Esse foi o primeiro projeto do arquiteto na região da Pampulha, a concepção artística do lugar sofreu influência dos princípios do arquiteto Le Corbusier.

O cassino funcionou por pouco tempo, já que em 30 de abril de 1946, durante o governo do
General Gaspar Dutra, o jogo foi proibido em todo o Brasil. Passou a funcionar como museu em 1957, quando era conhecido como "Palácio de Cristal".

Os jardins foram criados pelo paisagista Roberto Burle Marx e foram usadas plantas regionais o que não era apreciado na época em que foi construído.


O edifício também é contemplado com esculturas contemporâneas, são quatro: O abraço, do artista plástico Alfredo Cheschiatti (foto à direita); O Nu, de Augusto Zamoyski; Pampulha, de José Pedrosa; e A porta, de Amílcar de Castro.

“Fiz este projeto em uma noite, não tive outra alternativa. Mas quando funcionava como cassino, cumpria bem suas finalidades, com seus mármores, suas colunas de aço inoxidável, e a burguesia a se exibir, elegante, pelas suas rampas.”
Oscar Niemeyer


Gostei muito de visitar o MAP, fiquei impressionada com a sofisticação do Niemeyer, os pilares aparentes, o uso do vidro, a total quebra dos padrões arquitetônicos na época.



O espaço nos leva a caminhos diferentes, rumos distintos chegam ao mesmo lugar. O uso do espelho, do mármore e do vidro dão um ar de sofisticação ao local. Na boate, mesmo que sem querer, a acústica ficou perfeita.


Há também um panorama muito bonito no salão abaixo da boate, a lagoa é visualizada em 360º... o edifício também não possui uma fachada única, qualquer ângulo nos oferece uma nova face.